terça-feira, 21 de outubro de 2008

Chuva, prenúncio de Sol?

O que mais lhe incomodava no silêncio daquela noite eram as mensagens implícitas que sussurravam frases inaudíveis em seus ouvidos cansados.
O único som que lhe parecia familiar era o gotejar insistente da chuva sobre o telhado da sua casa.

Sua cama parecia-lhe mais confortável do que nunca, suas almofadas, seus travesseiros, suas cobertas e o seu corpo nú deitado de frente, deixando a mostra os seus músculos recém conquistados e o desenho do Sol amarelo em seu ombro direito.
O flash poderoso dos relâmpagos iluminavam as paredes brancas do seu quarto de tempos em tempos.

Ele se esforçava em manter os pensamentos calados, procurava domar qualquer sentimento que ainda o rondava.
Tudo o que ele queria era ficar consigo mesmo em silêncio absoluto, sem interferências externas ou lembranças que o abalassem de forma boa um ruim.
Mas esse era um desejo que o universo não lhe concedia...

Imagens de todas as cores sobrepunham-se diante de seus olhos; um rosto, um sorriso, um beijo, abraços, sexo, risos, lagos, jantares, escadas rolantes, viagens, café da manhã em estradas, despedidas e reencontros.
Era como se tudo aquilo tivesse acontecido em uma encarnação anterior. Como se a distância imposta não fosse apenas física, mas espiritual...

Só lhe restava a chuva, sua cama, seu corpo nú, a luz dos relâmpagos, o som dos trovões e a esperança ambígua de que o seu amor viesse resgatá-lo outra vez.
Porque o coração, assim como um frasco, foi criado para conter algo, nunca para estar vazio, e que a sua tampa seja selada com a cera de uma abelha Rainha (...)

Assim o seu precioso conteúdo não mais se espalhará pelo meio fio, e não mais será levado pelas águas torpes de uma chuva noturna de primavera.

39 comentários:

Patricia disse...

É sempre bom ter o coração cheio de amor, mas um amor que te faça sentir feliz, desejado, querido, cuidado, amado ...
A tempestade um dia passa, a chuva se vai ( apesar de vc gostar dela ) e a noite de tempestade vira um singelo amanhecer.

Ps: corpo nu, músculos recém conquistados e esse sol aí hein!!! aimeudeus!!! rsrsrsrs

Beijos, querido!
=)

Águas de Março disse...

As chuvas torpes da primavera também limpam os homens de coração aberto e livre.
Homem livre!
Fique livre!

Edna Federico disse...

Estar com o coração preenchido é sempre bom, mas às vezes, quando ele desocupa, podemos fazer uma faxina.
Beijo

... disse...

Eis uma mensagem repetida, mas que vale aqui novamente...
Tudo é uma questão de manter a mente quieta
a espinha ereta
e o coração tranquilo...

Espero que assim seja contigo.
Glaucia

BelaCavalcanti disse...

eu espero que toda essa sua sensibilidade te traga alguma felicidade... por que vc me parece ser alguem especial.
beijo!

Bandys disse...

Eu aprendi...
...que ignorar os fatos não os altera;
Eu aprendi...
...que o AMOR, e não o TEMPO, é que cura todas as feridas;
William Shakespeare

O sol sempre aparece, acredite.
beijos

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

E se o frasco ficar vazio, vai doer muito? Será insuportável? Pensou no que lhe disse ontem sobre "valer a pena"?
Querido, você demorou tanto para ir ao meu blog, nem o esperava mais, que quando o seu comentário caiu eu já estava fazendo nova postagem. Quero que aprecie esta também. Tem um olho verde e um soneto em que cito "os meus verdes cristais enigmáticos", que são os meus próprios olhos.
Tenho também outro Blog, o resenhas antigas, onde estou publicando as resenhas que tirei do Galeria porque ia fechá-lo e muita gente quer ver e eu não sabia onde pôr. Pus as resenhas de maio: Across the universe ou a Revolução; Asas do Desejo; a sinopse de Cidade dos Anjos e o ensaio sobre Blade Runner.
Dá uma passadinha lá e pense no que eu lhe disse ontem e hoje.
Beijos,
Renata

Vivi disse...

"Porque o coração, assim como um frasco, foi criado para conter algo, nunca para estar vazio"

Acho geniais essas suas definições sobre o amor.
O homem entende :)

Beijos
Vivi

Mary West disse...

Meu frasco tá rachado ó. Soh pode. :D

Camila disse...

O Marcelo... noites quentes chuvosas, faz cada coisa com a gente!

"Era como se tudo aquilo tivesse acontecido em uma encarnação anterior. Como se a distância imposta não fosse apenas física, mas espiritual..."
Sinto-me assim em relação a mim e meu príncipe.

Dói demais da contaaaaa!

BEIJOS.

PS. TAMBÉM ACHO QUE AMAR AS VEZES ENCHE O SACO!

Amanda Mezêncio disse...

- Adorei tudo por aqui, textos bem escritos, momentos e sentimentos que eu conheço bem. Muito bom mesmo.

Beijos.

:: Fatima :: disse...

Pensei que tinha parado de postar.
Adoro seus posts Marcelo!
Obrigado pela visita e volte sempre ok?

pode dexar,vou cuidar sim.

bjoss=)*

Loira e Morena disse...

Vim responder seu comentário e me deparei com textos lindosss!! Adorei!! Parabéns!
Mas quanto ao seu comentário lá no blog, eu nao sei no q vai dar, só sei q temos um carinho muito grande um pelo outro. É deixar rolar né..rs

Obrigada pela visita!
Volte sempre!

Beijaooo da Morena!

Não Somos Apenas Rostinhos Bonitos disse...

Temos que entender que estarmos com coração preenhido é maravilhoso, mas não é única forma de sermos felizes !
Beijocas,

Inside Me disse...

texto sublime, maravilhoso.com.br²
cenas passam pela cabeça da gente...
e essa tatoo? ui delícia, oops, quer dizer, dor! pq deve dorer né? fiufiu mas ficou lindona ^^

Giane disse...

"Porque o coração, assim como um frasco, foi criado para conter algo, nunca para estar vazio..."

Em uma palavra: maravilhoso.
Nunca havia lido uma descrição tão clara e perfeita do Coração e seu conteúdo...

Beijos mil!!!

Felina disse...

Coração cheio....De amor...Sentimentos positivos.
Infelizmente tem ser humano que enche seus corações de coisa errada.Como pode ?

Vc trocou a foto né...rs
Tanto faz,ambas estão ótimas.

beijos

Marcelo Martins disse...

Felina, mas como diabos vc soube que eu troquei a minha foto nesse post? Medo de vc...

Isy, dói pacas e rola muito sangue, hahaha... Mas é uma prova de que sei o que eu quero. Rapaz cheio de certezas esse,não? Pelamor, assustador mesmo.

f@ disse...

Nessa chuva que rega e refresca os sentidos... depois o sol brilha no frasco de puro cristal lapidado para transparecer o brilho doce que contém no interior...
bj das nuvens

Loira e Morena disse...

Lindo, lindo...seus textos sao lindos!!
Usa bem as palavras,as ideias...escreve gostoso!!
Passei para conhecer e gostei!!!..rs
Voltarei mais vezes aqui!!

Beijocas da Loira

Loira e Morena disse...

so elogiei seu blog!!
Mas ja que nao gostou...nao voltarei mais entao!!

Beijocas da Loira

O Brasil ainda vai melhorar! disse...

legal...

eu tow voltando a postar... dah uma olhada^^

Mah disse...

"... Porque o coração, assim como um frasco, foi criado para conter algo, nunca para estar vazio..."

Adorei o texto todo, em especial a frase que citei.

Um beijo!

Luciene de Morais disse...

Reencontrará o amor. Encontre sua paz, enquanto isso..
bjs
Lu
http://humanidades-e-afins.blogspot.com

Vivian disse...

...os conflitos, os pensamentos que o coração está vazio, acontece só quando não percebemos que o coração já nasce preenchido, repleto deste sentimento que chamamos de amor.

não é de fora que vem o amor,
Marcelo.
é ao contrario, quando o seu
amor deve transbordar,
como fonte onde nos tornamos imperadores, e não mendigos.
e quando isso acontece, todos
os 'mendigos' vem beber desta água
que jorra em abundancia, onde
mora a razão de se viver feliz,
com chuva ou com sol.

...nada e ninguém tem o poder
de nos completar, porque já
somos completos.

o máximo que pode acontecer,
e somar sentimentos, porém
completar, jamais.

...vc é lindo, deve ter
muita dor de cabeça
com estas 'moçoilas' por aí...rsss

bjs

lara disse...

Belíssimo texto. Adorei o blog. Vou voltar por aqui.

Lara Costa
http://pintandoasunhas.zip.net/

Ana disse...

Você tem um ar tão seriamente apaixonado Marcelo.

Acho que é bom isso.
-
Boa quarta.

*tossan disse...

Maravilha de texto! Vou voltar aqui e me deliciar em texto bem escritos como eu gosto. Abraços

Maicom disse...

É realmente profundo!
Muito bom...
parabéns,
abraço.

Cora disse...

distraindo os transeuntes, dear?!
:)
mas as entradas neste blog sobem na mesma proporção que as roupas saem?... nham nham... estás nú? ou semi-nú??

Cássia Barbosa disse...

Nossa... Muito bom. Mas acho que não são só os homens q passam noites assim não. Gostei muito da forma como vc escreve. Parabéns.
Deois dá uma passadinha no meu blog se puder... Bjos!

http://porta-joias.blogspot.com/

Patricia disse...

Q vc mudou a foto é fácil de notar, mas... vc mudou o título tb?
Me deu uma úvida quando vi.

Beijos, querido!
=)

Juliana David disse...

Marcelo,

Que bom que reabriu os comentários!! Sinto que se sente só, assim como nós adoradores da palavra. Meios em que expressamos da maneira mais leve e linda os mais confusos sentimentos.
Desilusão amorosa acontece sempre. Tombos sempre irão acontecer. Basta você olhar e ver se prefere levantar e tentar andar nesta mesma estrada novamente, mesmo sabendo que ela tem buracos e obstáculos. Não tente mudar a paisagem e não exija que ela mude, para que ela se torne o que você imaginou, você é que tem que curtí-la do jeito que ela é. Mas isso, é um exercício bem difícil de se fazer, pois quando percebemos estamos maqueando a estrada e nos enganando. O principal disso tudo é ser honesto com você mesmo. Pense de coração limpo. Se está com raiva, deixe a poeira baixar e depois pense. As vezes queremos fugir da ansiedade, do medo, da dor, da rejeição, sentimentos que assustam por que doem e nos deixam tristes e vulneráveis. Mas todos nós temos os nossos momentos de fragilidade e precisamos aprender a esperar passar e crescer com eles. Seja qual decisão tomar para sua vida, a primeira pessoa que deva amar primeiro é você, meu amigo.

Espero ter ajudado, assim como me ajudou em um momento de triteza da minha vida.

Beijos e volte sempre.

Águas de Março disse...

Seus textos são lindos!
mas são verdadeiros? Digo, você é apenas um poeta fingindo dor que não sente?
Ou você esta sofrendo por um amor perdido?

Marcelo Martins disse...

Não sou nenhum poeta, isso é fato.
Outro fato é que esse texto é absolutamente verdadeiro, exatamente como o meu amor que não está perdido ou morto.
Um amor, quando real, não morre ele apenas adormece e espera que a sua amada o acorde de novo...

Beijos

Juliana David disse...

Marcelo,

Queria lhe enviar isso por e-mail, mas este não está disponível no seu Blog, então lá vai. Sábias palavras de Paulo Coelho. Reflita.
Beijos e fique bem. Juliana David

ENCERRANDO UM CICLO - Paulo Coelho

Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final.

Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver.

Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos - não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram.

Foi despedido do trabalho?
Terminou uma relação?
Deixou a casa dos pais?
Partiu para viver em outro país?
A amizade tão longamente cultivada desapareceu sem explicações?

Você pode passar muito tempo se perguntando por que isso aconteceu.

Pode dizer para si mesmo que não dará mais um passo enquanto não entender as razões que levaram certas coisas, que eram tão importantes e sólidas em sua vida, serem subitamente transformadas em pó.

Mas tal atitude será um desgaste imenso para todos: seus pais, seu marido ou sua esposa, seus amigos, seus filhos, sua irmã, todos estarão encerrando capítulos, virando a folha, seguindo adiante, e todos sofrerão ao ver que você está parado.

Ninguém pode estar ao mesmo tempo no presente e no passado, nem mesmo quando tentamos entender as coisas que acontecem connosco.

O que passou não voltará: não podemos ser eternamente meninos, adolescentes tardios, filhos que se sentem culpados ou rancorosos com os pais, amantes que revivem noite e dia uma ligação com quem já foi embora e não tem a menor intenção de voltar.

As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora.

Por isso é tão importante (por mais doloroso que seja!) destruir recordações, mudar de casa, dar muitas coisas para orfanatos, vender ou doar os livros que tem.

Tudo neste mundo visível é uma manifestação do mundo invisível, do que está acontecendo em nosso coração desfazer-se de certas lembranças significa também abrir espaço para que outras tomem o seu lugar.

Deixar ir embora. Soltar.

Desprender-se. Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, às vezes perdemos.

Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor.

Pare de ligar sua televisão emocional e assistir sempre ao mesmo programa que mostra como você sofreu com determinada perda: isso o estará apenas envenenando e nada mais.

Não há nada mais perigoso que rompimentos amorosos que não são aceitos,
promessas de emprego que não têm data marcada para começar, decisões que sempre são
adiadas em nome do 'momento ideal'.

Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si
mesmo que o que passou, jamais voltará.

Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem aquela pessoa nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade.

Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante.

Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida.

Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser
quem era, e se transforme em quem é

Negâ disse...

Não a tortura maior,em uma noite de chuva, querer apenas dormir... não conseguir. As lembranças nos aflige, mais o que fazer? Relachar e aproveitar as lembranças boas, e as ruins deixar de lado.
Espero que esse amor ainda tenha oportunidade de se fazer real.

Beijos :D

BelaCavalcanti disse...

Eu espero que ess amor volteb COM TUDOOOOOOOOOOO! Vai ser bom demais - mesmo que seja pra ver que não deu :(
Tem que tentar, cair pra levantar: "so falta eu te querer, te ganhar e te perder..."

Ronaldo Rodrigues. disse...

BELAS PALAVRAS. quanto sentimento e verdade existe neste texto.
Muito bom, parabens pelo blog.
abraços