quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Noturno

Gosto da noite.
Quando todos dormem, sem aviões sobrevoando minha casa, carros zunindo pelas ruas, celulares tocando, visitas inesperadas.
O silêncio da madrugada deixa as músicas mais claras, a escuridão meus pensamentos mais audíveis.
Me encontro em algum lugar secreto que só existe quando perco-me das obrigatoriedades diárias.
Gosto da minha companhia, e de todas as lembranças trazidas pelo minimalista éter noturno.
Gosto do aroma leitoso da noite quando vou a varanda observar a Lua enquanto termino meu derradeiro café.

9 comentários:

Cris... disse...

Este silêncio é o melhor de todos, quando tudo se cala e a gente quase que consegue ouvir o próprio coração batendo... em mim, chega a doer meus ouvidos na vastidão do silêncio profundo.

Interessante também, porque eu gosto de estar comigo mesma! Diferente de sentir-se solitária... a minha solidão me preenche, porque acho que bem lá no fundo, só eu mesma pra me entender....(vai entender isso, né?!)...

Quanto ao que me perguntou, o que me faz plena, mais tarde eu conto pra vc... Não preciso pensar, mas preciso deixar as palavras virem até mim...

Beijo e boa tarde, Marcelo!

Cris... disse...

Não preciso pensar pra responder o que me faz sentir plena. É uma das frequentes inquietações que tenho, porque eu nunca consigo encontrar uma resposta que "me" convença. Imagina, então, dar uma resposta que convença outro alguém!!

Eu simplesmente, sou meio perdida nesses assuntos. Não sei o que me deixa plena, não sei quais são meus sonhos, não sei exatamente o que quero da vida, quando me perguntam coisas desse tipo, fico sem saber o que dizer. Parece até que não existo!! Sou uma incógnita pra mim mesma. Isso me incomoda.

Acho que não me levo muito a sério. Se eu o fizesse, talvez, piraria ou "sararia" de vez, dessas minhas lacunas todas...

Um dia de cada vez e vou seguindo...

Beijinhos pra vc, Marcelo.

Cris... disse...

Adivinha quem disse isto??

"Você pensa que nunca vai esquecer, e esquece. Você pensa que essa dor nunca vai passar, mas passa. Você pensa que tudo é eterno, mas não é."

rs... Beijinhos pra vc...

Cris... disse...

Procure em seu email, a resposta está lá...

Beijo.

Gláucia disse...

Olá Marcelo...
Achei que queria lhe dizer algo, mas li seu texto, parei, pensei...
E descobri que o melhor é só dizer um olá...
Glau

Cláudia disse...

Também gosto da noite! Gosto de me deitar na cama, janela bem aberta, e mergulhar os meus olhos no brilho das estrelas. Tudo o que é minimalista, me aproxima do infinito.E gosto tanto de te ler, Marcelo.Sempre bom vir aqui.

Rabisco disse...

Gostei dos posts.
boa semana!!

Maicom disse...

Eu trocaria fácil, o dia pela noite.
A noite é misteriosa e mistérios nos excitam... Há vida!

Abração, querido.

Mundo da Lua disse...

Eu tbm gosto da noite =)