segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Mo...

Não esquecemos o que passou. O que passa, fica...
Ninguém substitui ninguém. As pessoas vão somando-se em nossas vidas, em nossas memórias, em nosso coração como retalhos multi cores para costurarmos belas colchas que nos aqueçam sempre que precisarmos de calor...
Apagar o que vivi, apagar minhas lembranças, mesmo que me machuquem, fará de mim um homem vazio, um homem frio, um homem razo.
E aprecio profundidades... Não vou permitir que meu escafandro enferruje largado em algum canto do quarto.
O passado me impele a prosseguir, como um cometa de calda longa e brilhante.
Minhas lembranças me fazem aprender, como uma biblioteca de mil prateleiras.
Meus amores me são caros, como tesouros que pilhei.

E o mar sempre me trás coisas belas... Quando eu não peço mais, quando eu não espero mais, alguma preciosidade se apresenta, rouba meus livros, bagunça minhas gavetas e torna a minha vida uma nova e incomparável experiência.
Dessas que eu nunca quero chamar de passado.
Dessas que eu quero chamar de resposta.
Ou simplesmente chamar de amor...

23 comentários:

Suellen Flor disse...

Muito bom!
Adorei o texto e a leveza das palavras...

Parabéns!

Marina disse...

Posso morrer, mas que fiquem as minhas lembranças. Meu maior medo é que a minha falta de memória se torne uma doença, um dia.

Beijos, Marcelo!

Monilis disse...

... E de repente a gente encontra alguém que quer trilhar o mesmo destino, para um só futuro... em um longo futuro de somas, de entrega, de verdade. E traz consigo uma agradável sensação de esperança e de presente inesperado e então, nos reconhecemos e prosseguimos para uma só intenção...o amor!

Muitos beijos em você!
Adorei! :)

Roberto Ney disse...

isso mesmo... tudo o que passamos contribui para sermos quem somos.
O tempo arrasta tudo, mas as lembranças são como coqueiros. Elas se curvam para a ventania, e continuam firmes, e vivas...

Há certo tempo ñ passo aqui. Estava numa correria danada. mas suas palavras fazem tão bem...
Grande abraço!

Glaucia disse...

O tempo tem o dom de trazer intensas reflexões sobre as pessoas e tb sobre os amores, acabei de postar um comentário, onde dizia que nunca deixei de amar as pessoas a quem dediquei meu amor, independente do sucesso ou não desses relacionamentos. Todo amor que vivi me fez melhor, me fez mais capaz e me fez hoje experimentar a sensação de não ter um amor presente, hoje não tenho um objeto de amor , um foco para esse sentimento, mas amei muito e todo amor que vivi me prepara para amar intensamente algum dia, sem pressa, sem medo e se Deus permitir sem erros tão grotescos como os que cometi...
O amor e as pessoas a quem amamos não merecem morrer, pois são o alicerce do amor incondicional e infinito que um dia há de vir...
Beijos
Glau

Marcelo disse...

É por aí Glau...

Moonlight disse...

Olá

Passei aqui para conhecer teu cantinho e não sairia sem deixar minha opinião.
Bonito teu texto!
E porque haveriamos de esquecer o passado?
Tudo na vida tem a sua beleza!Principalmente no seu tempo certo!

Bj com luar

Ale Danyluk disse...

O passado pode virar presente, o presente virar passado, mas em qualquer das opções é seu futuro que vai sendo definido.
Adorei as metáforas...
Vc tem o dom de contar as coisas de uma maneira ímpar.
Beijo e sorte sempre
ALe

Ivich disse...

Sempre gostei da ideia de que nossas experiências vão formar uma bela colcha de retalho. Até mesmo os amores mal vividos contribuem para nosso aquecimento nos invernos da vida!

Adorei suas palavras!

Smacks

Humana disse...

Tão belo quanto verdadeiro, o teu texto! Pelo menos sinto-o assim. O passado faz parte de nós, da nossa trajectória de vida, dá-nos referências.
Ientifico-me muito com a tua forma de pensar e sentir Marcelo. Bjos

BANDEIRA disse...

TEXTO MANERO !

BJS

SAUDADES DE TI AMIGO

Monique Frebell disse...

Que lindo isso, Marcelo.

ps. andei sumida, mas voltei!

Bjs!

Di disse...

Lembranças são partes de nós, não dá pra abrir mão delas, como não dá pra abrir mão de um pedaço do nosso corpo. Faria uma falta, deixaria um vazio.

Cláudia disse...

O nosso passado é como uma tatuagem, uma marca eterna que define quem somos, o que construimos e principalmente, quanto amor conseguimos receber e trazer ao mundo.Não é suposto apagarmos nada, pois tudo foi essencial, como tinha de ser nos momentos exactos e com as pessoas certas.Com o passar do tempo, as más lembranças vão ficando enubladas, mas o amor verdadeiro, nunca ficará menor.Recentemente reencontrei-me com amigos que não via há 23 anos, e posso dizer-te que para nós, nem um segundo nos separava do sentimento que sempre nos uniu no passado.Continuas a encantar-me com a tua escrita.Nem uma vírgula sequer do que escreves me deixa indiferente.A foto que publicaste também é linda.Um abraço para ti menino azul...

[ rod ] ® disse...

o amor é um ser estranho... basta tê-lo e então nos tornamos reféns... tão assim que sentimos falta do algoz maior. eu acredito nas lembranças e no passado, que todos nós temos, como forma de compreensão e embasamento ao futuro querido... ele sim merece um amor real... abs meu caro.

Roberto Ney disse...

realmente, marcelo.
falar de amor é sempre muito bom... o amor tem o poder de sobrecarregar de sentimentos o que, sem amor, seriam simples palavras!
abraço e bom fds!

Branca disse...

Somos lembranças e sonhos...a maneira como nos agarramos a eles é que direcionam nossas atitudes diante da vida, do amor...


Bom vir aqui e apreciar esse belo texto!

Lis. disse...

E em tudo, aqui escrito, está explicita, a força da liberdade embutida em quaisquer ações com poder de amplicar nossas opções.

Agora, sobretudo, em tudo, está primeiramente a saúde, pois sem ela, nunca teremos a liberdade, que um corpo totalmente livre em seu ápice poderá isufruir.

Saudações Marcelo.

Alessandra disse...

Oi Marcelo,

Que lindo texto, como sempre tão inspirador. O velho mar também me trouxe uma bela pérola, que eu já conhecia, mas que não podia enxergar por detraz da ostra. Essa eu vou guardar a sete chaves, nesse cofre que prefiro chamar de coração.

Bjo.

Menina Misteriosa disse...

Maravilhoso!
E muito verdadeiro... eu não poderia concordar mais!!!!
Gostei!
Beijos ;)

Juliana David disse...

O amor sempre deixa cicatrizes, mas também traz muitas algerias. Devemos estar preparados para tudo.

Beijão

Srtª Elis° disse...

tinha um tempo que não vinha ate aqui... belo post isso mesmo nada de se enferrarjar em cantos.... vamos viver a vida... simplesmente...
xerooo moço!

Eric Frantto disse...

Linkei isso daqui. Linka eu aí!

Abraço!