domingo, 31 de agosto de 2008

Uma reflexão simplista, embora prolixa, sobre o fato de nos amarmos pra sempre

Desafiamos e desobedecemos diariamente os conceitos mais básicos, e fundamentais, da física...
Dois corpos que não estão juntos, mas que ocupam misteriosamente o mesmo espaço.
Não trato aqui de teorias abstratas nem procuro ser hermético, a minha ciência não chegaria a tanto.

Talvez o que melhor nos decifre seja a metafísica teológica de Platão e não a filosofia realista de Aristóteles em sua busca do conhecimento “mais amplo e mais válido possível”. Nem a amplitude e nem todo o conhecimento seria suficiente para nos compreender em toda a nossa intensidade.
Somos essencialmente imperfeitos, por isso concordo com Aristóteles (Embora não espiritualizado) quando ele afirma que "o amor é o sentimento dos seres imperfeitos, posto que a função do amor é levar o ser humano à perfeição". Se for essa a verdade universal, então nosso amor está nos levando à essa condição.
Percebo em nós desenvolvimento, crescimento, aprendizado e maturidade.
Cada vez mais sabemos como lidar com as adversidades e domar nossos anseios, insatisfações, falhas, mágoas e angústias.

Basta de sofrimentos, basta de guerras, distanciamentos, basta de cometermos erros tão infantis, basta de tentar convencer a nós próprios de que tudo isso não passa de ilusão, obsessão ou qualquer outro termo fantasioso que utilizamos tantas vezes a respeito (E a despeito) do que realmente sentimos.
Estamos além do físico, nossa conexão transpassa facilmente qualquer espaço que ainda nos separa. Uma pequena prova do que digo está no fato de estarmos sempre pensando um no outro, mesmo quando não há sobre o que pensar...
Simplesmente estamos lá, como uma imagem impressa em nossas retinas.

Para qualquer lugar que olhamos vemos sempre nossos rostos sobrepostos ao que enxergamos.

Recorro a todos os pensadores, aos poetas, aos matemáticos, aos cientistas e aos gênios da humanidade para tentar compreender como, e por que, nos amamos tanto assim. Mas a melhor explicação que encontrei é tão simples quanto uma aquarela pintada em papel de arroz; Nos amamos tanto assim porque nascemos um para o outro...

Aos meus olhos, isso me parece bem simples e nítido.

28 comentários:

Kleine Hexe disse...

Grandes verdades aqui encontro...venho agradecer as palavras deixadas no meu blog! Será sempre bem vindo!

Beijos =)

Não Somos Apenas Rostinhos Bonitos disse...

Coincidentemente o post de hoje do "Rostinhos Bonitos" também é sobre o amor, mas com um viés bem mais pessimista.
Trata do amor e do estrago que faz em algumas vidas, com trilha sonora incidental do Joy Division.
Beijoca,

Sandra disse...

Brilhante seu post Marcelo.
Leio sempre vc mas nunca comento, só que dessa vez eu tive que dar minha visão sobre oq li aqui.
Sua cultura, erudição e sensibilidade é digna de aplausos.
Sei que é até anti-ético dizer isso mas a sua namorada tem sorte em ter vc,rs.
Parabéns pelo seu talento e por tanta inteligência homens assim são poucos.

Beijos e palmas pra vc

Anônimo disse...

Olha olha olha, o post de0e hj teve até pesquisa filosófica gente, que coisa mais trabalhosa heim? rs... brincadeira, sei que vc ama pesquisar e saber de tudo que vale a pena saber. Como um homem apaixonado e culto, nada mais natural do que tentar entender o pq do amor e pq ele toma 95% de nosso tempo.

Amor? é pra ser vivido, entendê-lo é com certeza querer ficar maluquinho de pedra.

Bjnhos meus em vc, muitos deles!

[...

Marcelo Martins disse...

Pouca coisa entendo sobre o amor. Quero apenas ser menos ignorante a esse respeito,rs.
Mas sim, eu o vivo intensamente principalmente porque vale a pena amar quem amo.
Raras são as pessoas que esbarram com o amor da sua vida.
Sou um desses afortunados, por isso a minha paixão em procurar compreender um pouco melhor esse sentimento tão arrebatador e maravilhoso.

Muitos outros beijos em você (...)
Daqueles. =)

A propósito, você concorda com a minha conclusão sobre esse texto? Refiro-me a tal conclusão simples e nítida...

Anônimo disse...

concordo sim

[...]

Tanmi Morais disse...

pois é marcelo, enquanto você fala em 'amor eterno' no seu texto, eu falo do 'amor passageiro' e da ação do tempo sobre ele no meu poema (...)

pelo jeito temos um jeito bem diferente de encarar o amor.
engraçado, você um menino (homem) romântico, e eu, uma menina mais racional (...)

mas no fundo eu também sou bem romântica e quero um amor de verdade pra acreditar que seja eterno (pelo menos 'eterno enquanto dure').

você falou que o que acaba mesmo é a paixão.
mas mesmo sendo só paixão que acaba, nós sempre acreditados que essa paixão seja amor, até que um dia acaba.

enfim, é isso :S :D

, beeijo:*

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

A simplicidade resolve tudo!
Arrisco-me a só acreditar no essencial. As palavras insuficientes deixarão fugir o que é nítido.
Frequentemente o essencial não tem força, e o essencial aqui é minha admiração pela beleza de sua alma

Tanmi Morais disse...

tomaraa!

imagina só se ele ainda não tiver nascido?! :O
daí só na outra vidaa, e como eu não acredito que exista outra vida (...) "/

mas você tem razão, um dia ele chega :D

só espero que não demore muito (sou meio impacientee!) rs

, beeijo:*

Tanmi Morais disse...

também não entendo bem o que aquele selinho quer dizer, rs.
mas nem por isso ele é menos importante que os outros (...)

:)

PS: de que resposta minha você fala, em qual post e o que você achou 'diferente da maioria'
?!

, bye.

Inside Me disse...

nossa hj vc foi da fislosofia à ciência, abalou todas as estruturas do (in)consciente e, mais uma vez, deixou a platéia boquiaberta: haja inspiração, meu caro! menina (namorada dele) continue amando esse homem para que ele esteja sempre assim tão inspirado! que fofo! abraços e viva o amorrr \o)

Tanmi Morais disse...

humm, tá.
e eu que pensei que fosse inconfundível ;#

qto ao selo, era a esse mesmo que eu me referiia! não dá mesmo pra ler ~~=

gostei muito do seu post com '12 perguntas sem resposta' sobre as mulheres)

qlqr dia tento responder essas perguntas (...)

;**

Tiago Soarez disse...

Grande Marcelo,

Arrisco-me sempre. Sempre que percebo que posso encarar algo como desafio e q posso obter benefícios por isso. Ouso e não tenho medo de me arrepender. Talvez pq sei q se não tentar, o arrependimento pode ser maior!

Abraço
Uma semana Bossa Nova pra vc!

Aline Ahmad disse...

Marcelo,
O seu blog se tornou uma linda carta de amor...
Fico com vontade de saber mais. Como a conheceu? Que histórias e cenas viveram juntos?
Poderia escrever sobre isso? Se não for pedir muito...
Beijos de luz,
Aline***

Luciene de Morais disse...

Parece ser verdade de todos... que a certeza que temos é o desejo de amor.
Conhecem alguém que não deseja ser amado?
Concordo com (e agradeço!) seu comentário em meu blog... somos falíveis e precisamos cultivar a compreensão, aprendendo a viver...
Beijos

Cin disse...

Fechou o texto com chave de ouro, com dizem por aí.
Boa semana! Bjos!

LindaRê disse...

Mas isso é mesmo bem simples pra quem ama.
Ama, e ponto!

Bjs

Beti Timm disse...

Marcelo,
gravitamos incansávelmente, em torno de respostas precisas, sobre o amor e chegamos a óbvia conclusão, que amamos porque estamos vivos, e retóricamente estamos vivos pra reverenciar o amor. Portanto é essencial amar! Meus beijos refleximos para você.

Quase Trinta disse...

Adoro seus textos...
Muito já li sobre o amor, muito já se escreveu... mas adorei a forma q tratou aqui no seu texto e encerrou com uma realista e simples comclusão: Nos amamos tanto assim porque nascemos um para o outro...

B.I.A.N.C.A Feijó disse...

Que lindo Marcelo!

Comecei a ler ansiosa para saber o que me aguardava no final e tive uma resposta singela, objetiva e real.

Adorei!

B.E.I.J.O.S

Angélica Mayra disse...

Cara, isso foi intenso!!
a parte que diz que tudo é ilusão ou obsessão foi quase um tapa na minha cara! :S
hahaha
adorei
;)
bjos

Ana Libório disse...

Adoro ver gente apaixonada!!!Adoro!!
Apesar de ultimamente não saber o que é isso, ando doida pra relembrar!!rs!

Que o amor de vcs duuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuure um bocado!!!

Mary West disse...

O amor p/ mim ainda é um bicho que naum conheço. Não sei o que ele come, qual o tamanho e onde arrumo um. Mas creio em suas palavras, elas de alguma forma me trazem o conforto de um dia sentir algo assim.

Mila disse...

ENTÃO SERÁ QUE AGORA DÁ PARA AMBOS PARAREM DE FUGIR DISSO DE UMA VEZ POR TODAS????!!! KKKKKKKKKKKKKK!!!

Marianinha disse...

Nada como a simplicidade.
E pra mim, nada é pra sempre, nem o amor.
Um beijo

felipe lima disse...

PQP! Simples e nítido sim, pode crer. Pra que entender quando já sentimos o bastante? Abraço.

Danielle Ribeiro disse...

Concordo. Dois corpos não ocupam o mesmo lugar, na física.
Mas alma não é matéria.
Ou é?
Se for, ela veio pra quebrar as regras...

BelaCavalcanti disse...

me identifiquei muito com isso...è louco por que tenho esse mesmo sentimento por alguém. é tão louco que tenho vergonha de explicar...Admiro sua coragem.