sábado, 30 de agosto de 2008

Prepare-se para o amor

Sempre me culpei muito pela forma com que amo. E me culpo assim pelo fato de eu já ter me ferido tanto sendo assim...
Me jogo de cabeça sem hesitações, amo com todo o meu coração e com toda a minha alma, torno o objeto do meu amor a própria definição de paz e de felicidade.
Não que eu o faça condição para tais coisas, mas vejo nele algo como um farol me guiando em oceanos revoltos.
E navego em direção a esse farol com a determinação, a certeza e a coragem dos velhos lobos do mar.


Quando amo, não sou metade, não me divido e não me fragmento em dúvidas, temores ou questionamentos.
Sou todo dela, cada célula do meu corpo, cada molécula, cada átomo e seus núcleos. E se eu não for assim com você, não se iluda comigo, eu não te amo de verdade...
E procuro deixar esse meu sentimento bem claro para quem quiser saber. Não me escondo, não uso de subterfúgios, máscaras e nem trilho meandros de desconversas.
_Você a ama?
_Sim, eu a amo!
Infelizmente, nas atuais circunstâncias e após alguns aprendizados bem dolorosos, vejo-me obrigado a observar alguns “cuidados” em relação a essa minha clareza toda, mas sei que em breve toda a plenitude desse amor poderá ser apresentada com nome e sobrenome.
Exatamente como um belo, e eterno, diamante que se encontra brilhando nas 7 cores do arco-íris exposto na vitrine de uma joalheria muito cara...

"Ame profunda e passionalmente. Você pode se machucar, mas é a única forma de viver o amor completamente."

Dalai Lama

22 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Tenha em mente que toda forma de proceder tem seu preço! Quem mergulha de cabeça, quebra mais a cara, mas vive mais intensamente quando dá certo. Quem é cauteloso quebra menos a cara, mas deixa escapar oportunidades valiosas. Somos do jeito que mais agrada aos nossos sentimentos... Bjs

Pelos caminhos da vida. disse...

Olá!

já cheguei.

Tem post novo lá pra vc.

beijooo.

LindaRê disse...

Eu sempre acabo amando dessa mesma forma...
Bjs

Anônimo disse...

Hum... eu tenho medinho de amar assim tão intensamente, mas nunca desisto de amar, independente das circunstâncias e adversidades.

Essa Dalai Lama manja mesmo das coisas, heim?

Bnhos pra ti

[...]

Marcelo Martins disse...

Você tem medinho mas ama da mesma forma que eu,rs.
Isso que faz de você essa pessoa tão especial e absolutamente exclusiva aos meus olhos.

Beijinhos pra ti também, muitos e de levantar a perninha...=)

Lilah disse...

éee;;

esse amor que confunde.
:s

beeijo

Pequena Poetiza disse...

é lindo ver a maneira como se expressa

pena nem sempre se ter coragem de se entregar dessa forma
eu não tenho
amar dá medo

bjos

Quase Trinta disse...

Eita sou como vc... não sei amar pela metade, qd amo me entrego por completo... mas tb tenho medo, tenho receios, pois já fui ferida. Então entro no relacionamento com cuidado, mas se vejo que da minha parte é amor não tem jeito me entrego e oro com todas as minhas forças pra que seja reciprocro

paula barros disse...

Para mim esse texto significou - Prepare-se para o amor, aprendendo a amar.

Mas um belíssimo texto. Pode parecer repetitivo, mas é o que sinto.

"Quando amo, não sou metade, não me divido e não me fragmento em dúvidas, temores ou questionamentos"

Ainda dúvidas, temores e questionamentos me atormentam. E quem se sente assim nunca está inteiro.

Ler seus texto me deixam pensando.

(que coincidência enquanto entrava seu comentário estava aqui lendo extasiada)

Desejo de coração e torço para que você seja feliz no amor, nesse amor que você canta e mostra encanto.

abraço

Lilica disse...

Adorei esse post. Se é pra amar...que seja prá valer né! E super obrigada pela dica dos comprimidos lá no meu blog tá! Beijo

Kleine Hexe disse...

Muito sentido...gostei de te encontrar.

Beijos.

Inside Me disse...

poxa, no dia que vc por "na vitrine" seu obejto de desejo - sua amada - a torcida aqui vai agradecer o/*\o
e ela então, meu Deus! num vai saber se anda ou voa ;)
bjinhus, poeta, estamos aqui na torcida pela vossa felicidade, amar assim tão completa e intensamente é um dom: não desperdice-o!

Pelos caminhos da vida. disse...

olá voltei aqui de novo.

O churrasco está muito bom, mas tá muito frio lá na churrasqueira, achei melhor voltar pro apê.
Obrigado pela visita.
Um bom domingo pra vc.

beijooo.

Beatriz disse...

Acredito que as mais preciosas lições sobre o amor só podem ser aprendidas assim, desta maneira, deixando-se envolver por inteiro, sem receios, com determinação, pois só desta forma o amor faz valer a pena todos os riscos que se corre.

Todo o texto traz valiosas reflexões que nos diz muito sobre a sensibilidade, delicadeza e sinceridade da tua alma, mas quero fazer destaque para:

“Exatamente como um belo, e eterno, diamante que se encontra brilhando nas 7 cores do arco-íris exposto na vitrine de uma joalheria muito cara...”

Belíssima imagem!

Que teu domingo tenha o perfume de mimosas flores do campo, a luminosidade das estrelas cadentes, e o sorriso de lindos anjos a brincar na tua alma.

Um beijo no teu coração!

Giane disse...

É encontrando textos como o seu e frases como as do Dalai Lama que vejo que não estou errada ao amar plenamente. Machuca, ás vezes, mas vale á pena.

Beijos mil, Marcelo e agradeço a visita. Voltarei outras vezes.

Humana disse...

Sabes Marcelo,mais uma vez me revi nas tuas palavras.Incrível como me identifico tanto na "forma" de amar, com alguém, ainda mais do sexo masculino.
Sinto-me sempre imcompreendida.Erradamente nas minhas relações sempre dei mais do que recebi no que respeita à intensidade do amor mas preferia ter amor assim do que não ter e achava que o amor que eu sentia era tão grande que chegava pelos dois!Claro que isso acaba por trazer sofrimento, insatisfação...
Por isso continuo em busca, por isso continuo a sonhar, porque penso que algum dia vou encontrar alguém que sinta como eu e viver esse amor de forma intensa, plena, apaixonada.
Torço por ti amigo, e desejo-te as maiores felicidades!

Maria Dias disse...

Oi Marcelo!

Estava lendo teus posts anteriores e o atual e pensando como é bem interessante entrar neste universo masculino aqui viu?rs...Homem e mulher, seres completamente distintos mas que um não vive sem o outro...Sobre o post de hoje tenho a dizer q:
Quando o amor entra em nossas vidas tudo melhora não?A nossa aparência...As cores das coisas...A criatividade...Tudo!Existem as pessoas q se protegem do amor,pq já sofreram,pq se queimaram...O q é uma pena...A vida é isso mesmo cair e levantar e nunca,nunca desistir do amor.

Belo post...Beijinho!

» NaY « disse...

Oush, pq te culpas por amar assim?! Seria tão bom se todos tivessem a capacidade de amar dessa forma como vc descreveu... =/ Alguns machucados podem aparecer, mas como sentir a plenitude que este sentimento nos possibilita se não o vivermos intensamente?!

Xerus
=***

Amo vir por aqui!

Maicom disse...

Ah, o amor!
Não adianta. Ele se faz necessário, sempre... Eu tbm prefiro correr o risco de sofrer, a não ter que amar...

Muito bom, o blog,
abração.

Beti Timm disse...

Marcelo,
só há uma maneira de amar: com desatino e passionalidade. Só assim é válido e verdadeiro! Meus beijos pra você

Mary West disse...

Um danadinho.

BANDEIRAS disse...

Meu caro poeta...gostaria de ter essa coragem que vc tem, apesar de amar intensamente, sempre me preservo, me guardo, não me entrego por inteira, acho que pode-se chamar isso de viver na defensiva, não sei...só sei que não me entrego totalmente.
Isso é bom ? isso é ruim ? I don't know.
Beijinhos...