sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Irresistibilidades

Certas coisas que acontecem nessa minha surpreendente vida merecem ser registradas.
Não com a intenção de cozinha-las em palavras temperadas com poesia instantânea como macarrão em pacotes de 50gr ou como constatar algo que não-é-mas-pode-vir-a-ser.
Minha notória soberba não se atreveria a ir tão longe.
Elas merecem apenas registro...
Para que em meu leito de morte, sem condições mais de falar ou escrever eu possa apenas ler e ver que um dia algo tão inusitado aconteceu mesmo comigo.
Não vou falar aqui do que senti, do que sinto ou do que eu possa vir a sentir, mesmo porque esse exercício de futurologia me parece imensamente precipitado, desconfortável e imprevisível.
Porém a imprevisibilidade inerente a essa situação e até mesmo sua maquiagem surreal em 7 cores é que a deixa mais bela e interessante.
Embora eu alardeie minha objetividade e praticidade de forma insistente e convicta, confesso que dessa vez não tenho a menor idéia do que estou fazendo, se fico, se vou, se avanço ou recuo.
Mas, ao perceber um sabor absolutamente diferente aqui decidi me utilizar de todas as minhas poucas e enferrujadas armas para que ao menos eu não perca essa pequena batalha antes mesmo de vestir minha armadura.
Estou cavalgando em terreno desconhecido a procura da confirmação de uma lenda.
Os Irlandeses afirmam existir um pote de ouro no final do Arco-iris, eu encontrei ali um delicioso, tentador e irresistível brigadeiro de panela...

10 comentários:

Glaucia disse...

Aproveite o doce sabor do brigadeiro, a bela visão do fim do arco íris...
Simples assim Sr. Marcelo Martins...

Casa de Mariah disse...

até hoje a conquista do final do horizonte nunca me atraiu muito. haviam me dito que no final dele haveria "apenas" um pote de ouro.
o dia que me afirmarem que existe brigadeiro...juro...que me arrisco.
Cyn

poetriz disse...

Nem precisa de armadura reluzente ou cavalo, o bom gourmet sabe que a forma mais apropriada de se degustar um brigadeiro é com com os dedos...

'ღ Mαlu Dєαf ღ disse...

Lambuze-se e principalmente divirta-se...antes que o brigadeiro ((infelizmente)) acabe...
Beijinhos:)

Anne disse...

Pelamor, por um brigadeiro de panela eu não teria dúvida alguma... eu ia! rsrsrs. Espero que esse seja um sabor sempre doce e nem um pouco enjoativo no final. Depois conta os detalhes! =P

Bjo pra ti, menino das belas palavras!

Pensamentos e sentimentos escritos disse...

No final de cada estrada, você encontrará uma luz, uma cor, um arco-íris....

E tudo se transformará em alegria!
Eu creio!

=)

bjus amigO!
Adoro seu blog viu...

Sinto falta de vc la no meu!

Única e Exclusiva disse...

Escrever para mortalizar a vivência de dias bem vividos, vc sabe bem fazer isso... Acho tão fofo qdo revela a indecisao do caminho... Mas, percorres sempre com maestria em busca de algo, alguém... Só quero q compartilhe comigo, sua amiga, o brigadeiro de panela... E assim, escrever outras descobertas!

@cheironocangote

Marcelo disse...

Eu e você compartilhamos tudo a muitos anos e não pretendo mudar isso.
Fofa é você, especial é você.

Maicom disse...

E quem disse que sonhos não são feitos de chocolate?
Parabéns! Boníssimo texto.

Abração.

Alice disse...

Por um momento pensei que não falaria ,só enrolaria...
Engraçado como somos curiosos,já estava me mordendo pra saber !
E nada melhor do que uma panela de brgadeiro ,deu ate vontade !