terça-feira, 5 de agosto de 2008

Questão sobre a consciência ausente

Certas questões me roubam o sono. Traição, por exemplo...
Veja a cena:
Você ama demais uma pessoa, vocês brigam por algum motivo idiota, a pessoa que você ama então decide simplesmente te trocar por outro.
Assim, do dia pra noite, diz-se feliz e contente com outro cara.
O que vocês sentiriam?
Sentiriam-se traídos, eu presumo.
Pois é...

O mais engraçado é que fico pensando aqui; e como fica a consciência dessa pessoa? Como ficam todos os momentos de carinho, afeto, sexo, os beijos, os planos? Para onde foi tudo isso?

Sei do que falo porque já estive dos dois lados, já traí e já fui traído.
Quando traí, a minha consciência simplesmente não me deixava dormir, então rapidamente percebi a merda que eu estava fazendo e voltei atrás na minha infeliz decisão.

Lembrei-me que não se pode simplesmente jogar fora uma pessoa como se ela fosse uma casca de banana ou uma meia velha.
Pessoas tem sentimentos, pessoas amam, sofrem, se magoam, se ferem.
Pessoas acreditam quando você diz que a ama...

Problema é que existem pessoas que não estão nem aí para o que você sente ou deixa de sentir, elas estão ocupadas demais “sendo felizes” e querem mais é que você se foda.
Elas estão ocupadas demais vivendo uma aventura qualquer e esquecem-se de que dias atrás afirmou te amar pra sempre.

Eu simplesmente não entendo cabeças assim...

Principalmente se essa pessoa sempre pregou justamente o contrário.
Well...Essa é apenas mais uma das inúmeras questões que me confundem, nada mais do que isso.
Mas um dia a vida irá mostrar pra esse tipo de gente o erro que ela cometeu.
Sempre que cometo erros a vida apressa-se em me mostrar isso.
É uma lei do universo.

E essa lei nunca falha...

11 comentários:

Princesa Paty disse...

Uma coisa muito complicada.
Quem nunca traiu?
Mas, vc está certo, se for fazer, arque com as consequências e principalmente com sua consciência.
Sou o tipo de pessoa que preza muito a fidelidade.
Ame e seja amado, traia e seja traído, mas... não julgo ninguém
Cada um sabe o q é melhor pra si.

Beijos!

Dani disse...

Nunca. Nunca falha!
É uma das poucas certezas que eu tenho!

beijosss

Glaucia disse...

Nada pode ser pior que arrependimento, quando nos arrependemos a sensação que paira solene é de impotência.
Já me senti assim, acho que me arrependo de um determinado erro até hj e à anos tento consertá-lo de alguma forma, mesmo sem saber se algum dia conseguirei.
Sei o que é trair e o que é ser traída e nenhuma das sensações são boas, na realidade ambas são horríveis.
Só sei de uma coisa, quando fui traída fiquei machucada, mas quando traí machuquei e acabei por me machucar mais,pois a minha consciência gritou e ainda grita meu erro.
Só eu e a madrugada sabem o quanto esses gritos rasgam minha alma.
Mas ao menos fico tranquila por uma coisa, nunca disse que era santa, isso não diminui erros mas ao menos não os aumenta.
Traição não é fácil pra ninguém...
E não há nada a fazer senão pedir e esperar o perdão.
Gláucia

Thefy disse...

Essa questão é muito complexa, tem gente que simplesmente não dá a mínima para o que vc sente, o que vc faz por ela, simplesmente só liga para si mesmo, egocêntricos.. Ninguém tem o direito de ferir os sentimentos dos outros, é uma covardia grotesca, mas a consciência um dia pesa e ai percebe-se que o que fez não valeu muito a pena, pq na grande maioria quem sai perdendo é quem fez a burrada...
Bjokas, adorei a postagem, hoje estava discutindo esse tipo de relação, vai entender essas pessoas...

Dama de Cinzas disse...

Traição... o tema das minhas últimas semanas... Acho que tudo que tinha que comentar a esse respeito está no meu último post, que já leu...

Beijos

Glaucia disse...

Realmente não compensa arrancar os cabelos por ninguém, por algumas pessoas especiais deixo cair algumas lágrimas, pois afinal elas são sinal de que sinto e de que esas pessoas me tocaram de alguma forma...
O que compensa mesmo é quando alguém faz ou fez nascer algo de bom, um sentimento que no fundo mesmo que seja complicado por causa de um trajeto tortuoso, nos remete a uma sensação de aconchego...
Sentir-se aninhado com a idéia ou presença de alguém vale a pena.
Pertencer à alguém é o que vale a pena.
No mais tudo é efêmero demais...
Bj
Glaucia

karina{penelope} disse...

nossa vc escreveu exatamente a realidade do que se pensa uma cabeça quando se trai alguém,principalmente se esse alguém te levanta sempre e te faz sentir a pessoa mais especial desse mundo,beijos querido parabéns

Bill Stein Husenbar disse...

Todos já traimos, nem que seja em pensamentos...

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

LindaRê disse...

Aconteceu exatamente isso comigo.
Fui "jogada fora" por uma pessoa que dizia me amar pra sempre e que pregava (até por escrito) que isso nunca se faz com ninguém...
No final das contas, acabei achando melhor pra mim.
Do resto, a vida se encarrega.

Bjs

paula barros disse...

Essa lei também funciona comigo. Tão rápido que chega a ser assustador.
Mas ela funciona para o bem e para o mal. Ainda bem.
bom dia!

Assim que sou disse...

Mas você já parou para pensar que, não raras vezes, os amores, suas características e intensidades são diferentes. Alguém pode dizer para você que te ama - e ama mesmo - mas esse amor não é exatamente igual aquele que a ela você destina. Aí vem o conflito e aquela emoção se revela tênue, tão frágil como a forma rápida com que as pessoas se apaixonam por outras. É difícil pensar em traição olhando por esse ângulo, você não concorda?

bjs. Veronica