quinta-feira, 14 de agosto de 2008

De mim para mim

É tão simples encontrar as coisas mais belas dentro de nós...
Se envolver conosco mesmos, crescer, desenvolver aspectos que ainda precisam de retoques, amar-se, respeitar-se e, principalmente, valorizar-se...

A fase que estou vivendo tem sido tão boa nesse sentido. Decidi simplesmente me observar melhor, com mais cuidado e atenção, e ando encontrando coisas em mim que desconhecia.
Sentimentos tão preciosos, tão importantes...

Não me refiro ao amor aqui, não estou falando de paixão nem de nenhum relacionamento com outra pessoa.
Falo de me apaixonar por mim mesmo, entende?
De me relacionar comigo mesmo.
De compreender que, apesar de tantos erros que eu cometi (e que possivelmente, eu ainda irei cometer) sou uma pessoa boa...

Tenho uma índole boa, um coração bom, uma alma generosa e que está sempre aberta a novos aprendizados.
Reconheço sim todos os meus incontáveis defeitos, mas sei que posso consertá-los um a um, ou pelo menos procurar “domar” alguns dos meus monstros.
Desde que eu queira, e decidi querer isso de uma vez por todas...

E todos nós temos os nossos monstros, todos nós temos os nossos esqueletos no armário, todos nós temos arrependimentos.
Mas nenhum de nós aprende sem errar...

Creio que o fundamental nisso tudo é conversarmos conosco mesmos vez ou outra, como ando fazendo ultimamente comigo.
Assim fica claro que é bem simples encontrar coisas realmente belas, e que irão pontuar (ou nortear) todos os nossos próximos passos daqui pra frente.

É isso...

21 comentários:

kami disse...

Sabe que a ideia toda do meu blog se resume nisso, olhar-se através do espelho... ver quem somos de fato, mudar o que não é legal e descobrir as suas próprias qualidades, acho que a vida cotidiana nos deixa pouco tempo pra isso, senmpre impondo rotulos e paradigmas, e no fundo não temos tempo pra sermos quem de fato somos e descobrirmos quem somos... perdemos muito tempo tentando ser algo e por vezes nos esquecemos de perceber quem somos de verdade.

Adorei!

Jééh ! disse...

nossa. gamei no texto.

rsrs
muito lindo, amei, devemos "conversar" conosco mesmo e nos entendermos melhor.

bejo!

tá de parabéns :D

paula barros disse...

Marcelo
Li logo cedo e só agora retorno. Fico com o que li martelando. Além de apreciar sua forma de escrever, fico encantada, são poucos os homens que assumem fazerem uma auto-análise. Talvez poucos façam realmente. Acredito, que crescemos quando assim agimos, mesmo que muitas vezes seja sofrido. Mas tem momentos lindos, e você aqui os relata.

Faz um ano que estou nesse processo de conversas e buscas, e também tenho descoberto maravilhas.

E ler você, interferiu no que coloquei no blog agorinha. Entre os meus escritos achei o texto que lá está, hoje seria um poema e mudei. Combinava com o que fiquei sentindo ao ler você.

tenha uma bela sexta, e boas descobertas.

Uma Monge budista em busca da medida certa da paciência... disse...

É por esse e mais milhões de motivos que te admiro muito. E sei que ainda irei admirar por muitos e muitos anos.
Beijos

Princesa Paty disse...

Esses momentos de reflexão é ótimo, tenho tb tentado passar um tempinho só comigo, em analizando pra entender certos dilemas por mim enfrentados.
Acho qiue nesse momento de sua vida, de recomeço, de novas descobertas, é realmente essencial que vc se descubra e veja mais e mais o cara legal q vc é.

Beijinhos!

=)

Thefy disse...

Estou assim, aprendi que para conheçer o mundo realmente como é, devemos antes de tudo nos amar, nos conheçer, conheçer cada fraqueza e toda capacidade. Todos são capazes de criticar, mas somente nós mesmo nos conheçemos ao fundo.
Bjokas..adorei o post..bem útil..rs

HenriqueM disse...

Li certa vez uma frase que dizia algo como "precisamos sair de nos mesmos para compreender melhor o nosso interior".

Eu tentei fazer isso, e quebrei a cara unimeras vezes
.
É que eu demorei, mas consegui, perceber que devemos entender a nós mesmos antes.
Depois saímos de nós mesmos sim, mas apenas para nos entendermos de outros pontos de vista.

E, realmente, se conhecer bem é uma das melhores coisas. Ser bom e ter noção de cada pequeno detalhe de nosso proprio ser é reconfortante.

.Intense. disse...

Isso me lembrou uma conversa com uma amiga, esses dias. Eu disse pra ela 'ah, eu quero um amor, amor de verdade'... e ela me respondeu: 'E seu espelho? já se apaixonou por ele?'

....

Uma monge budista brincando com a paciência em uma montanha do Nepal... disse...

Inevitável não lembrar dessa letra ao ler seu post

Caçador de mim

Por tanto amor, por tanta emoção
A vida me fez assim
Doce ou atroz, manso ou feroz
Eu, caçador de mim

Preso a canções
Entregue a paixões que nunca tiveram fim
Vou me encontrar longe do meu lugar
Eu, caçador de mim

Nada a temer
Senão o correr da luta
Nada a fazer
Senão esquecer o medo
Abrir o peito à força
Numa procura
Fugir às armadilhas da mata escura

Longe se vai, sonhando demais
Mas onde se chega assim
Vou descobrir o que me faz sentir
Eu, caçador de mim...

Nada a temer
Senão o correr da luta
Nada a fazer
Senão esquecer o medo
Abrir o peito à força
Numa procura
Fugir às armadilhas da mata escura

Vou descobrir o que me faz sentir
Eu, caçador de mim...

Tem como não admirar vc, se seus escritos fazem lembrar músicas tão lindas ?? rsss

Humana disse...

Sabes Marcelo, identifico-me muito com o que escreves.Acho que somos parecidos em muita coisa porque me revejo em muitos dos teus textos e forma de pensar.
Incrível como o que escrevi no meu blog ainda hoje, tem tanto a ver com o que leio aqui.
Um beijo com carinho.

P.S. Já tinha saudades de aqui vir

LindaRê disse...

Eu acho que esse é o relacionamento mais difícil que existe... o de nós conosco mesmo.

Bjs~~

Maria Dias disse...

Oi!

Entrei pra te conhecer e gostei muito do q li.Aproveito para convidá-lo até o meu espaço...

Bom fim de semana!

Clecia disse...

Que lindo este texto, Marcelo! Nossa!Apaixonar-se por si mesmo é o que todos deviam fazer. Conhecer-se é maravilhoso. Eu bem que estava precisando me amar mais.. :) Vejo que ainda não te linkei. Vou fazer isso agora mesmo, tá? Seu blog é ótimo! :)Bjos e tudo de bom!

paula barros disse...

Menininho, vim agradecer pelo menininha. Mas o menininho é você com certeza. Obrigada pelo seu comentário.
abraços e bom final de semana.

Nina disse...

Sempre penso que se eu não me amar ao máximo, não terei quem faça isso por mim. O ruim é colocar em prática esse meu pensamento!!

R Lima disse...

Esse tipo de consciência demora.. mas chega. Viu lá o que escrevi?

Acho que ainda temos muito a conversar amigo.. percebo uma vivência muito parecida.

Abçs meu amigo,


Texto de hoje: dOis...

Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Aqui vale a pena visitar.Adorei cada texto seu.

MCI disse...

Engraçado pousar a nave em planeta desconhecido e encontrar, através de palavras tão sinceras, algo de "familiar" naquilo que se acabou de descobrir.
Tem me acontecido algumas vezes, nos meses últimos.
Há uma sorte de felicidade oculta nesses pequenos achados.
Gostei da sua escrita, rapaz.
Soa tão sincera e honesta que cativa sem fazer força.
Volto mais vezes, a fim de descobrir um pouco mais do seu sentir.
Cordiais saudações.

Daniel.

Karine Leão disse...

Estar face a face conosco mesmo é essencial para nos conhecermos e "re-conhermos" em nós. Nortear nossa vida a partir de valores nos quais acreditamos conduz nossos passos para a maior aprendizagem: a própria!

Muito bom te ler!

Abraços!

BANDEIRAS disse...

É isso ai amigo, as vezes, precisamos fazer essa introspecção, p/ conhecer-mos melhor, não só encontrar nossas coisas boas, mas tbm as más.
Bjão.

Anja Rakas disse...

"Falo de me apaixonar por mim mesmo, entende?"
Sim!
Entendo.

Beijo